Monthly Archives: outubro 2007

A raiz é razão vegetal

A raiz é razão vegetal.Mergulhada na terra faz fozda folhagem, da flor ao celeste:vendaval que represa nos ramosdesse algoz esgalhado em coroa.Contr’oeste rumar seus enganos— eu reclamo ao medir a milongaque destoa demais seu compassoque dimano em Gregório e composto,não … Continue reading

Posted in outros | Comentários desativados em A raiz é razão vegetal

Carta de Daniel

Fala!, me diz que em tua cidade você é sozinha. Que ninguém sabe teu nome, que ninguém sabe da tua existência. Me diz que você não tem ninguém. E que, pior de que ser sozinha, é ser sozinha em minha … Continue reading

Posted in outros | Comentários desativados em Carta de Daniel

Na Sala de Espera do Cinema

Sentada a canto,distante, quase segura,lota o salão.Se antes vazio, tanto mais agora. Faço uso da escritana torcida de não ser achada:não há canto que seja escuro. Olho todos e deles debocho.Outros me notam, notam o papel, o lápise desnotam na … Continue reading

Posted in meus escritos | Comentários desativados em Na Sala de Espera do Cinema

Tabacaria

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!Gênio? Neste momentoCem mil cérebros se concebem em … Continue reading

Posted in outros | Comentários desativados em Tabacaria